O estranho plural da palavra “campus”

É um artigo do Recanto das Letras, por Leo Ricino.

A ideia do artigo, em suma, é a seguinte.

A palavra campus não foi aportuguesada. Isso significaria termos que decliná-la, em português, conforme regras do latim. É o que você faz quando escreve “campi” indicando mais de um campus, certo? Nem sempre.

O latim, sendo uma língua sintética, varia a declinação das palavras conforme sua função sintática na frase. Ou seja, o plural da palavra é diferente quando ela é empregada, por exemplo, como sujeito ou objeto.

Abaixo, alguns exemplos (extraídos do artigo em questão) de frases que ilustram as declinações corretas do plural da palavra “campus” de acordo com sua função sintática:

  • “Nossos campi serão rigorosamente supervisionados.” (sujeito)
  • “Eles supervisionarão rigorosamente nossos campos.” (objeto direto)
  • “Eles se referiram aos nossos arborizados campis.” (objeto indireto)
  • “Os prédios dos nossos três camporum são do século passado.” (adjunto adnominal)

Isso significa que nem sempre, quando você escreve “campi” em português, está usando a declinação latina correta da palavra. De fato, você provavelmente terá errado. No entanto, o emprego de “campi” para qualquer plural de “campus” é a forma atualmente adotada pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa – VOLP.

Qual a solução proposta pelo autor? O aportuguesamento da palavra. Nesse caso, escreveríamos “câmpus”, com acento circunflexo, tanto para o singular quanto para o plural, independentemente da função sintática da palavra na frase. Isso é o que já foi feito com tantas outras palavras de origem latina e terminação semelhante usadas em português, tais como “ônibus”, “ônus”, “cúmulus”, “nímbus”.

Recomendo a leitura do artigo na íntegra. E, quem sabe, o emprego de “câmpus” nos nossos textos daqui para a frente.

About these ads
    • LUIZ PINHEIRO
    • 27 novembro, 2010

    O plural de campus: muitos escrevem campus como o senhor, autor do artigo interessante, não separa as palavras por declinação. O latim possui 4 declinações e CAMPUS pertence à quarta declinação, cujo nominativo plural é CAMPUS. O Nominativo é o caso do sujeito, o acusativo do objeto direto e para o ablativo vai o objeto indireto. Na quarta declinação todos esses casos terminam em”us”:campus. Para terminar em i (campi), a palavra teria que ser da 3a. declinação, pois as palavras da 2a.declinação, terminam em us (palavras masculinas), a (femininas) e um (palavras neutras. Campus é palavra neutra, é um objeto, portanto não é da segunda declinação e nem da 3a. só pode ser da quarta declinação. Então,mesmo que a palavra campus não tenha sido aportuguesada, o plural é sempre campus e se for objeto direto é campus também. Um abraço, aprendi isso na GRAMÁTICA ARS LATINA, onde os padres antigamente estudavam.

    • jose
    • 4 dezembro, 2011

    A informação do Sr. Luiz Pinheiro é suspeita. As seguintes fontes dão a palavra campus como pertencente à segunda declinação, fazendo o plural campi. Não encontrei nenhum informação dando campus como pertencendo à quarta declinação. Talvez o Sr. Luiz Pinheiro tenha ido do geral ao particular (pois há palavras terminadas em -us na 4a declinação), ou simplesmente a dita Ars Latina contenha uma informação errada.

    http://en.wiktionary.org/wiki/campus
    http://www.latin-dictionary.net/q/latin/campus.html

    A fonte do segundo site é o Oxford Latin Dictionary, considerado o melhor dicionário de latim.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: